Inside the Mind

    Compartilhe
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Qui Jan 12, 2012 1:41 am

    Olá pessoas, então, algumas pessoas já me conhecem e outras não, sou antigão no OPO, apenas não muito ativo xD !

    Então, como meu amigo Havock tomou um grande iniciativa ao criar a sua light novel. Ele me inspirou a criar a minha ^^ !

    O nome é " Inside the Mind " Ainda não tive tempo para fazer o desenho !! Assim que tiver eu edito e ponho aqui *-* !


    Inside the mind

    Prólogo


    “O pensamento é algo incrível, a imaginação o leva a outros mundos, outras dimensões e universos, você pode imaginar qualquer coisa a qualquer hora. O problema surge quando você não consegue mais distinguir a realidade, do pensamento.Quando isso lhe afasta da realidade atrapalha a sua vida diretamente. Você precisa crescer um pouco.”
    Palavras ditas por Kazumi( um jovem de 21 anos, olhos castanhos claros, cabelos negros e lisos, um tanto quanto curtos, 1,78M , magro, cursava psicologia em uma renomada universidade e morava sozinho, uma casa pequena perto do centro da cidade ) ao seu sobrinho que costumava passar da conta enquanto brincava imaginando coisas bobas.

    A mente, algo tão complexo que ninguém sabe o seu verdadeiro potencial. Cientistas ainda estudam a mente para desvendar todos os seus mistérios. O ser humano é... Estranho. Estranho o suficiente para ser estudado, estranho o suficiente para ninguém o entender, nem ele mesmo.

    “Desde que comecei a ter aqueles sonhos estranhos não consigo mais dormir direito, tenho ficado aborrecido com isso, minha produtividade no trabalho e na universidade não tem sido muito boa. A falta de sono é algo muito ruim, minhas olheiras só aumentam juntamente com meu cansaço. Espero que esses sonhos parem, deve ser porque tenho estudado muito. E o pior,
    acho que eu vi uma das pessoas que estava nos meus sonhos esses dias...” - Kazumi



    Bom pessoal, é isso, esse foi apenas o inicinho da minha light novel. Assim que possível eu posto o desenho xD ! Espero que vocês gostem tanto quanto eu ^^ !

    ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Capitulo 1Acasos não existem

    Era uma manhã como todas as outras, era uma 4ª-feira de abril. Abril é sempre tão bom, aquele sol nem quente nem frio, a brisa sempre soprando e eu sempre lamentando por ter de me acordar pela manhã.
    Kaster me ligou as 7:00am para me lembrar de levar o trabalho sobre a teoria freudiana. Ele sempre me salva nessas horas, minha memória não é algo em que eu possa confiar, Kaster é meu melhor amigo, nos conhecemos na universidade, ele cursa psicologia junto comigo, conforme fomos nos conhecendo percebemos muitas coisas em comum, principalmente a paixão pela psicologia e pela mente. Hoje cursamos o 3º ano de psicologia.
    Levantei e olhei para aquele pequeno quarto bagunçado, as paredes beges, garrafas de bebidas ao chão, janelas que não são abertas a um bom tempo, aquele cheiro estava me matando, uma hora ou outra eu deveria arrumar minha casa.
    Kazumi arruma-se e vai para a aula.


    Na universidade, enquanto conversava com Kaster pelo campus, percebi uma jovem bonita sentada em um banco perto do bar. Perguntei ao Kaster se ele a conhecia e ele me falou que ela é nova na universidade.


    - Ela cursa o primeiro ano de medicina. Disse Kaster. Não sei o nome dela, não vejo-a conversar com ninguém, parece ser bem isolada. Talvez ela seja tímida.
    - Hum você acha? Que tal irmos falar com ela?
    - Ai ai Kazumi, você e sua compulsão pelas novinhas do primeiro ano hein ?!
    - Há há. Muito engraçado Kaster, você sabe que isso não é verdade. Eu só a achei com uma cara um pouco triste, e ela é muito bonita também, não custa nada ir dar um “oi”.
    - Ok Kazumi, vamos lá dar um oi ... mas eu vou apenas observar o SEU diálogo com ela.
    - Como quiser.

    Quando nós fomos nos aproximando ela saiu. Saiu como quem possuía muita pressa. Talvez estivesse atrasada para algum compromisso. Bom, as pessoas são imprevisíveis – em parte – . E eu ainda vou ter muitas oportunidades de vê-la, afinal, ela está estudando aqui.

    - Viu, você já está com tanta fama de ser o comedor das garotinhas do 1º ano. Ela deve ter ficado com medo e fugiu. Hahahahaha.
    - Cala a boca Kaster. Você não presta. Hahahaha. Irei encontrar com ela novamente, é inevitável. Então, estou indo pro trabalho e depois para a casa, nos vemos amanha. Até mais amigão !
    - Até mais Kazumi, vê se descansa bem, o final de semana está chegando e eu quero acampar !
    - Tudo bem!


    Chegando em casa, tudo que em que Kazumi pensa é em deitar-se e dormir.

    Após adormecer, Kazumi começa a ter um sonho, um sonho bem peculiar. Ele está em uma casa, sozinho, há um pouco de névoa, o que dificulta a sua visão.

    - Kazumi, Kazumi ...
    - Quem está ai ?
    - Você sabe quem é.
    - Então mostre-se !

    Após alguns instantes nada acontece. Kazumi decide procurar pela casa, procurou por toda ela e não encontrou nada nem ninguém, no entanto, achou uma porta trancada em um dos quartos da casa, quando ele tentou abrir a porta, sentiu um calafrio, um adormecimento nas pernas e um leve choque em sua mão. Kazumi sente uma mão em seu ombro, quando se vira para ver quem é ...





    Então pessoal, o desenho já está feito, falta escanear e pintar, caso eu não obtenha sucesso em pinta-lo, postarei sem core mesmo . Capitulo 2 em breve, continuem acompanhando Wink ! E obrigado a todos que estão me apoiando !


    ------------------------------------------------------------------------------------------------------



    Capitulo 2 - Acidentes acontecem

    - Aaaaaa !
    Ofegante em sua cama, Kazumi percebe que foi tudo um sonho.
    - Que sonho louco. E olha só que horas já são, 7:15am. Tenho que me arrumar para ir à aula.

    Ao se levantar Kazumi sente uma leve dor de cabeça, mas não da muita bola, isso era normal, a faculdade e o trabalho ocupavam bastante de sua atenção.
    “Será que hoje eu encontro aquela garota novamente?” Kazumi se perguntava.
    Enquanto se arrumava para sair Kazumi recebeu um telefonema. Era Kaster.

    - Kazumi, não irei aparecer na aula hoje, ontem conheci uma garota incrível.
    - Você é sempre assim não é Kaster ?! Sempre mulherengo.
    - Hahaha, você sabe, a carne é fraca. Ou melhor, é forte, é muito forte.
    - Ok Kaster, te vejo amanha então.
    - Ok.

    Kaster tinha 1,84 metros de altura. Olhos azuis, cabelos castanhos claros e nos ombros. Esse cara sempre fazia esse tipo de coisa, era um mulherengo típico. Era muito raro ver ele com a mesma garota por mais do que 2 semanas.

    “Será que eu vou ver ela hoje? Será que eu vou conseguir conversar com ela? E se me faltarem as palavras? Havia muito tempo em que eu não ficava nervoso assim ...”

    Durante a aula, tudo em que Kazumi conseguia pensar era nela, era uma coisa estranha, fazia tempo em que esse tipo de sentimento não surgia nele. Kazumi tentava ao máximo não se prender a ninguém.
    Durante o intervalo, ele costuma falar com Kaster, quando seu amigo desaparecia ele costuma ou estudar, ou conversar com alguns colegas, seu colega mais próximo era Daichi. Daichi cursou psicologia por 2 anos, mas esse ano ele conseguiu uma transferência para medicina.

    - Hey! Daichi!
    - Kazumi! Ainda não tivemos uma boa oportunidade de conversar esse ano.
    - Verdade. Tenho andado meio ocupado.
    - Haha, é com as garotas do primeiro ano?
    - Até você Daichi? Hahaha. Não, não é.
    - Sei como é, medicina está mais difícil que psicologia, tenho tido pouco tempo para mim mesmo. Alias Kazumi, desculpe-me, mas eu tenho que ir andando, até outra hora!

    Falando isso, Daichi da um tapinha no ombro direito de Kazumi, por um reflexo de dor Kazumi se abaixa.

    - Opa, desculpa Kazumi, eu não sabia que você tinha se machucado! Desculpa!
    - Não tem problema Daichi... Nem eu sabia que estava machucado.

    Kazumi foi ao banheiro, onde tirou sua camisa pólo e olhou para seu ombro. No ombro havia uma marca vermelha, como se estivesse queimado, e olhando no espelho, dava para ver um leve arranhão em suas costas.
    Kazumi coloca a sua camisa novamente e volta ao pátio do campus na tentativa de encontrar a garota que havia encontrado no dia anterior.
    Chegando lá, da uma volta, da outra, sempre procurando a garota, sem sucesso. Decide então ir para o trabalho logo. Kazumi trabalhava em uma lanchonete. Era um emprego de meio turno, apenas para se manter, já que ganhava bolsa, um emprego de meio turno era o suficiente.
    Indo para o trabalho em seu carro, quando vai atender seu celular que estava tocando, apenas escuta o som de uma buzina, vê uma luz forte em sua cara, se segura fortemente no volante, fecha os olhos e sente o impacto gigante da batida em seu carro. De repente tudo fica escuro.

    Acorda-se no terraço de um prédio, sozinho, Kazumi está vestido com apenas um manto branco. O sol estava se pondo, estava um céu avermelhado. Ele olha a sua volta e vê que está sozinho.

    - Kazumi ...
    - Oi !?! Tem alguém ai?

    Quando Kazumi se vira para ver se há alguém, sente algo o puxando. O puxando para fora do prédio. Kazumi se desespera, nervoso, tenta lutar, tenta em vão. Não conseguiu se virar para ver o que ou quem estava o puxando. Então, ele se vê caindo do prédio, tudo em que consegue pensar é em como ele foi parar ali, e de como não foi capaz de se despedir de ninguém.
    Antes de cair no chão. Kazumi se acorda na cama do hospital.

    “ Foi um sonho ? O que será que foi real ? Eu sofri um acidente de carro ou cai de um prédio ? Algum desses ocorridos realmente aconteceu ?”. Era o que Kazumi pensava no momento.




    Bom galera, era isso ^^ ! O segundo capitulo está ai =D !

    ------------------------------------------------------------------------------------------------


    Capitulo 3Seu nome é ...

    Kazumi percebe que estava com sua mão direita enfaixada e com faixas na cabeça também. Ele tenta forçar sua memória, mas não se lembra de nada.
    Após descansar um pouco, uma enfermeira chega ao quarto em que Kazumi estava.

    - Oh! Você acordou.
    - Ãh... Você sabe por que eu estou aqui?
    - Bem... Eu não sei, quem lhe trouxe até aqui foi um colega seu eu acho, o seu nome era Shigu.
    - (...)
    - Bem, você precisa tomar este remédio. Você levou uma forte pancada na cabeça.

    “Na cabeça? Então será que o acidente de carro realmente aconteceu?”

    -Ah, tudo bem. Ei, você sabe me dizer o que aconteceu com meu carro?
    - Carro? Não... Como eu já havia lhe dito, foi um colega seu que o trouxe aqui...
    - A, sim, muito obrigado.

    “Shigu? Mas eu não conheço nenhum Shigu... Quem será ele?”

    Kazumi ficou pensando sobre o que poderia ter acontecido, e quem era Shigu, estava em um quarto sozinho, era um quarto comum. Ele ficou feliz de estar sozinho no quarto, dividir quartos nesse tipo de situação é algo que ele não gostava muito.
    Eram 8:12pm quando Kaster entra para ver como seu amigo estava. Kazumi estava bem. Ou pelo menos parecia estar.

    - Hey, Kazumi! Você ta bem cara?
    - É... Poderia estar melhor eu acho.Hahahaha. Eu to bem Kaster, eu to bem!
    - Nossa, nessa situação e você sempre mantendo o humor. Incrível!
    - Hahaha, não podemos perder o espírito não é mesmo.
    - Você tem razão, ei, olha só, eu já estava ficando preocupado com você, dois dias desacordado é muito preocupante.

    “O QUE ?! Dois dias, eu fiquei dois dias desacordado? Impossível, não pode ser. Mas, mas, e o meu trabalho, e a faculdade, não pode ser. Não acredito!”

    Kazumi não acreditava que tinham se passado dois dias que ele estava desacordado, para ele foi algo como algumas horas. Ele estava preocupado e chocado ao mesmo tempo.

    - Do-Dois dias? Você está falando sério Kaster?
    - Claro, você não sabia? Pensei que alguém já tivesse lhe informado...

    “Droga, porque eu tinha que dar essa notícia?!”

    - Bom, mas não se preocupe, na faculdade e no seu trabalho as pessoas já foram informadas, você não tem com o que se preocupar. Kaster disse tentando acalmá-lo.
    - Ufa... Ei, se eu fiquei desacordado por dois dias, isso quer dizer que hoje é domingo, e você já foi acampar...
    - Não, como eu poderia ir acampar se você estava aqui nessas condições?! Eu vim lhe visitar cada um dos dias. Você deveria agradecer ao Shigu, ele quem lhe trouxe aqui.
    - Kaster, você conhece esse tal de Shigu?
    - Nah, apenas de vista, ele está na mesma universidade que nós, ele me contou o que houve.
    - E o que houve?? Vamos, me conte!!
    - Você não se lembra? Foi mais grave do que eu pensei então...
    - Acabe logo com essa minha dúvida Kaster.
    - Tudo bem... Mas eu não sei de detalhe algum. Tudo que eu sei, é que Shigu disse estar indo ao banheiro, quando escutou alguns gritos de alguém que parecia estar brigando. Escutou um vidro quebrando. Foi correndo ver o que era e te viu caído por lá.
    - Sério!?

    “Então eu não sofri nenhum acidente...”

    - Bom, acho melhor você se recuperar logo, as provas estão chegando.
    - Puxa, é verdade...
    - Mas você quer uma notícia boa? Eu consegui o nome da garota.
    - Que garota?
    - Não se faça de bobo. A garota da medicina horas!
    - E qual é o nome dela?
    - Seu nome é Arissa.



    Bom pessoal, está ai o 3º cap ^^ ! E o quarto cap já já está aqui. Ele será bem "macabroso" xD ! Não tive tempo para escanear os desenhos ainda >.< !


    ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


    Capítulo 4Sonhos são...

    Passados mais 2 dias e Kazumi já estava recuperado e pronto para ir para casa. Ainda com senso de humor ele pensava “não acredito que eu poderia ter morrido sem arrumar ao menos o meu quarto”. Kazumi recebeu sua alta e foi direto para sua casa.
    Chegando em casa, Kazumi acha que algo está diferente mas não sabe dizer o que é. Sem se importar muito ele começa a arrumar primeiramente seu quarto, a parte mais bagunçada da casa, provavelmente porque era onde passava a maior parte do seu tempo, já que não costumava receber quase nenhuma visita. O chão de parquet escuro que ele não via a um tempo, estava cheio de farelos e garrafas espalhados. Depois de arrumar seu quarto, percebe alguns fios de cabelo loiro no chão, o que era impossível, já que nem ele nem Kaster eram loiros. Apenas ignorou isso e continuou a arrumar a casa.
    Após arrumar a cozinha e a sala, ele vai limpar o banheiro. Ao por seus pés ali dentro, Kazumi tem a clara impressão de que escutou algo vindo do quarto. Ele vai ver o que quer que tenha sido, ao chegar no seu quarto vê que tudo está na mais perfeita ordem. Ele volta ao banheiro e novamente escuta algo, ignora desta vez. Ele começa pelo chão quando nota de canto de olho uma sombra, quando se vira para olhar não há nada, continua a limpar. Após ter limpado todo o chão ele passa para o box, ele abre a cortina do box e começa a limpa-lo, após 1 minuto de limpeza ele escuta a pia pingando, ele ignora e continua a limpar. Terminado o box estava faltando apenas as paredes, algo que iria deixar para outro dia, estava muito cansado para isso. Antes de ir se deitar, ele foi escovar os dentes, pegou sua escova verde já um pouco velha “preciso trocar de escova logo”, ele pensa. Ao por a pasta na escova e olhar para o espelho vê uma sombra atrás dele.

    -Aaaaaah!

    Kazumi vira-se e não vê nada atrás dele.

    “Nossa, o que foi aquilo? Será que a minha cabeça ainda não está boa?”

    Kazumi escova os dentes e vai para seu quarto deitar. Ao deitar-se na cama ele volta a escutar os pingos de água caindo lentamente da pia. Ele sem hesitar vai lá para fechar a pia. Ao voltar para sua cama adormece rapidamente e começa a sonhar.
    Kazumi tem novamente o sonho em que está em cima do prédio apenas usando o mesmo manto branco. Ele novamente está sozinho no terraço do prédio.

    - Kazumi...

    Ele escuta seu nome sendo chamado quase como um sussurro em seu ouvido.

    - Quem é?
    - Sou eu Kazumi, você não reconhece mais a minha voz?

    Era uma voz bem suave, mas estava longe, não dava para saber se era um homem ou uma mulher, porém era uma voz um tanto quanto aguda.

    E então, novamente Kazumi é puxado para fora do prédio, ele tenta lutar, mas é novamente em vão.
    Kazumi acorda ofegante e suando, são 5:47Am e ele definitivamente perdeu o sono. Qual sua surpresa ao se acordar com aquele som irritante da água pingando de sua pia.

    “Esses sonhos... eles são... sonhos são...”
    -Mas afinal, O QUE SÃO OS SONHOS?!?!




    Está ai pessoal, Capítulo 4 chegou =D !! Ficou um pouco curto mas eu acho que agora as coisas estão começando a ficar interessantes =] . Vou tentar escanear os desenhos o mais rápido possível >.< !

    ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


    Capítulo 5Loucura... ?

    Na faculdade, Kazumi explica tudo que aconteceu na noite para Kaster.

    - Um... Vulto?
    -Sim Kaster, to te dizendo, eu tenho certeza de que vi um vulto.
    - Caro amigo, você tem certeza de que se recuperou bem? Você sabe, a pancada na cabeça pode estar te afetando ainda e...
    - Não Kaster! Porra, eu to falando uma coisa séria aqui.
    - E eu também. Você deveria saber muito bem o que pancadas na cabeça podem causar para alguém Kazumi. O sonho pode ser facilmente explicado, tu fazes psicologia poxa, pesquisa. E a água da pia? Pode ser um vazamento, apenas isso. O vulto pode ser explicado pelo cansaço ou pela pancada, é simples.Tudo tem uma explicação lógica.
    - M-mas e quanto aos cabelos loiros...?
    -Kazumi, fala sério cara, você tem certeza de que eram fios de cabelo? E se era algum tecido de roupa ou algo assim? E você sabe quanto pesa um fio de cabelo? Isso pode ter entrado pela janela, pode ter grudado na sua roupa e caído, existem mil coisas que podem ter acontecido cara.
    - (...)
    - Olha cara, eu não queria dizer, mas você ta me preocupando, está parecendo um louco.
    - (...)
    - Bom, tenho que ir agora, mas olha só quem está sentada ali.

    Kaster aponta para o mesmo banco em que Arissa estava sentada no primeiro dia em que Kazumi colocou seus olhos nela.

    - Vai lá falar com ela o bunda mole, nós nos vemos mais tarde. Eu te ligo. Até!
    - Até mais Kaster!

    Após um abraço em seu amigo, Kazumi vai calmamente em direção à Arissa torcendo para que ela não saia correndo desta vez.

    Ao chegar perto, percebe que a garota está distraída olhando uma cerejeira que ali havia.

    - Oi, é uma árvore muito bonita.
    - A, hmm... É mesmo...

    Arissa era extremamente envergonhada, apenas em perceber o quão “perto” kazumi estava ela já ficou toda vermelha.
    Arissa era uma jovem de 19 anos, cabelos longos, dourados e lisos poderiam ser descritos como ouro refinado da mais alta qualidade. Seus olhos azuis claros eram tão belos quanto o céu do amanhecer. Ela possuía uma pele branquinha e macia que faria com que qualquer um que a tocasse sentir uma vontade incontrolável de acariciá-la.

    - Muito prazer, meu nome é Kazumi.
    - Pra-Prazer, meu nome é Arissa.
    - Então Arissa, é um nome muito belo. Você está cursando algum curso nesta universidade?
    - A... Sim... E-Eu, eu curso medicina, estou no primeiro ano...
    - Puxa, medicina, é um curso bem difícil, você deve gostar bastante deste tipo de coisa!
    - S-Sim, eu gosto muito, salvar vidas é uma coisa que me faria muito feliz.

    Kazumi sentiu um tom de tristeza em sua voz.


    - Bom, eu curso psicologia, estou no 3º ano. Acho a mente das pessoas algo incrível, por mais que estudemos a mente humana, sempre haverá mistérios, fora que não é possível prever ou analisar todos os aspectos de alguém.
    - Bom, eu, é, vou indo!

    Quando Arissa se levanta para ir embora apressada novamente, Kazumi pega sua mão e a puxa levemente, como se estivessem dançando.

    -Espere!
    -(...). Arissa Não conseguia falar nada, estava completamente vermelha de tanta vergonha.
    -Eu, ãnn, me desculpe, eu...
    -(...)
    -Bom, só queria saber se nós podíamos nos falar mais vezes...
    -A... Si-Sim, eu acho...
    -Que tal todos os dias no intervalo? Aqui, neste banco? Assim podemos conversar enquanto apreciamos a cerejeira!
    -T-Tudo bem.

    Arissa sai, mas não parece com pressa desta vez.
    Kazumi sente que foi apenas o começo do laço que se criará entre eles.
    Kazumi vai para o trabalho e volta para sua casa. Desta vez sua pia não está pingando. Ele então decide tomar um banho para relaxar. Ele entra no box, liga o chuveiro e sente a luz escurecendo um pouco. Ele pensa que pode ser uma queda de luz normal, e estava certo, ou ao menos era o que parecia; falta luz em sua casa.
    Kazumi desliga o chuveiro e pega uma toalha, ele sente um liquido gosmento na toalha. Era sangue. Kazumi se desespera loucamente, não havia como sangue estar em sua toalha. As luzes acendem ainda que meio fracas. Ele vê no reflexo do espelho uma pessoa, ele olha desesperado para trás e para os lados e não há ninguém, mas imagem continua no espelho olhando-o fixamente.
    Kazumi desesperado corre para fora do banheiro, para sua má sorte as luzes apagam-se novamente, Kazumi tomba e bate a sua cabeça.



    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------


    Capítulo 6Lembranças nem tão boas

    Kazumi acorda em sua cama com o alarme de seu celular tocando, são 7:35Am.
    Ele acorda confuso, ele lembra-se de tudo o que aconteceu e não consegue entender como está em sua cama. Ele leva a mão até a cabeça e à apalpa bem para ver se está tudo em ordem, para sua surpresa estava tudo em perfeitas condições.

    “Nossa, tenho certeza de que aconteceu” – Pensava Kazumi – “Se eu contar isso para alguém irão me chamar de louco...”

    Kazumi então arruma-se e vai para a universidade.
    Após a aula ele vai ao mesmo banheiro em que tinha ido ver a marca no ombro. Chegando lá nota imediatamente que o espelho estava quebrado, e não era apenas um quebradinho, estava totalmente rachado, com partes faltando e que certamente estariam no chão se já não tivessem limpado.
    Ele tenta se lembrar do que houve, fica olhando aquilo tudo e forçando sua mente. Para sua surpresa ele se lembra de algumas coisas. Vem a sua mente aquele dia:

    “Kazumi estava tirando a camisa para ver o que havia em seu ombro, e se depara com a marca vermelha, e analisa-a e a toca. Quando percebe no espelho alguém o olhando, mas ele tinha certeza de que não havia ninguém no banheiro quando ele entrou e não ouviu ninguém entrar depois dele. Ele olha para o espelho e há uma pessoa, um homem de cabelos lilás e um manto cor de sangue, um vermelho quase negro. O homem possuía um olhar penetrante e uma pele de uma cor peculiar, era algo como um lilás. Seus olhos vermelhos pareciam penetrar na alma de Kazumi. Kazumi se assusta extremamente e então por reflexo olha para trás e não há ninguém, mas a imagem continua no espelho, o observando e desta vez está sorrindo também, era um sorriso que parecia conter muita alegria e maldade também. A única coisa em que Kazumi pensa é em quebrar o espelho, então desfere dois socos com sua mão direita e quebra o espelho. Ele se alivia por meros segundos enquanto ofegante e sente aquela mão em seu ombro, desta vez o esquerdo. Kazumi apenas desmaia e bate a cabeça na pia.”

    “Então foi isso que aconteceu” – Pensa ele tremendo e em estado de choque.

    Ele sai do banheiro e lembra-se de que havia combinado com Arissa de encontrá-la, no entanto ele estava no hospital e não pudera vê-la. Ele pensava o que será que ela estaria pensando.

    “Será que ela pensa que eu esqueci? Será que ela pensa que eu sou um idiota?”

    Ele vai para o banco em que haviam combinado se encontrar, ela estava lá, de cabeça baixa, aparentava estar triste.

    - Oi. Disse Kazumi sorridente.
    - O-Oi. Disse ela levantando a cabeça e com um brilho em seus olhos.
    - Me desculpe, eu não pude aparecer pois estava...
    - Eu soube. Você estava no hospital. Disse ela antes de Kazumi terminar sua frase um tanto quanto envergonhada.
    - S-Sério? Como você ficou sabendo?
    - Kaster, ele veio falar comigo e disse que você não apareceria pois havia sofrido um acidente.
    “Esse Kaster, sempre me salvando”
    - Ei, Arissa, eu...

    Antes de Kazumi completar a frase aparece Kaster gritando estericamente.

    - KA-ZU-MIIIIII !!
    - Olá Kaster !
    - Como você está cara?? Já se sente melhor? O que vamos fazer no final de semana?

    “Porque ele tinha que aparecer logo agora??” - Pensa Kazumi um tanto quanto triste



    Ai pessoal, um capitulo curtinho mas que revela muita coisa ^^ ! Espero que gostem =D !
    Aaa, não postei os desenhos porque eu perdi =D !Perdi toda a minha pasta de desenhos, que ótimo não ?? Mas espero encontrar eles na casa de um amigo, se não me ferrei bonito XD !!

    -----------------------------------------------------------------------------------------------

    Capitulo 7Shi

    Kazumi acorda-se, ele está com a visão estranha, estava tudo destorcido, como se alguma criança brincasse com um photoshop. Ele vai para o banheiro, se olha no espelho e não consegue nem ao menos se reconhecer por causa da sua visão. Tenta lavar o rosto e nada de sua visão melhorar. Ele se desespera e procura o seu telefone para ligar para alguém, mas a visão estava tão distorcida que ele já não sabia mais onde estava.
    Alguém bate na porta e quando isso acontece a visão de Kazumi vai melhorando. Ele vai conseguindo se achar e a medida que chega perto da porta a visão vai ficando normal novamente. Quando ele abre a porta, sua visão já está perfeita, mas não há ninguém ali fora. Kazumi vira-se e volta para casa, mas para sua surpresa, não está mais sozinho, Kazumi da de cara com o homem que ele viu no espelho do banheiro da universidade.
    Homem possuía um sorriso estranho estampando na cara, e seus olhos vermelhos pareciam devorar Kazumi. O homem de cabelos lilás estava parado a sua frente sem se mover ou falar uma palavra. Kazumi por sua vez estava em estado de choque e apenas se moveu após alguns minutos.

    -Q-Quem é você ?? - Kazumi perguntava nervoso
    -(...)
    -V-Você não pode falar? - Perguntava ele com a sua voz tremula

    O homem solta uma risadinha com um tom de ironia ou algo do gênero.

    -Você não faz idéia do que está acontecendo não é ?
    -Mas é claro que não !
    -HÁHÁHÁ. O homem solta uma risada histérica.

    O homem da capa cor de sangue então levanta a sua mão direita levemente, entorta o seu pescoço um pouco para traz e muda o seu olhar para algo como um olhar de um psicopata, um olhar vazio mas ao mesmo tempo assassino.

    -Garoto. Falou ele com uma voz fria enquanto atravessava o coração de Kazumi com a sua mão.
    -AAAAAA. Gritava Kazumi desesperado olhando para o sangue que escorre de seu peito. O-O que é isso?!
    -Meu nome é Shi.

    Kazumi perde a visão e os sentidos. Quando abre os olhos novamente está em sua cama.

    -De novo não. Já estou tendo este sonho tem um mês. Não aguento mais.

    Kazumi estava atormentado com esse estranho sonho que vinha tendo todas as noites. Ele acordava normalmente no meio da madrugada, normalmente entre 4 e 5. Um mês inteiro com este mesmo sonho. Mas...

    - Pelo menos desta vez eu descobri o nome dele.

    Após um mês, Kazumi já havia conseguido se aproximar bem de Arissa, eles conversavam quase todos os dias no campus e até mesmo já se encontravam fora dele, Kazumi ainda não tinha tentado nada com ela, e como é época de provas na universidade ele não quer atrapalhar os seus estudos e nem os dela, afinal, medicina é um curso puxado.
    Kaster e Kazumi estavam trabalhando em um projeto sobre o subconsciente. Coisas como “O que é? Para que serve?”. Não apenas eles dois, Melissa que estudava com os rapazes estava interessada também.
    Kazumi estava sem tempo nem para respirar, e agora com sua falta de sono ele mal chegava em casa e tinha que dormir para agüentar todos os dias o projeto, aula e trabalho. Fora as vezes que ele se forçava a ver Arissa. E ver Arissa era uma coisa o qual ele priorizava bastante.
    Todas as noites antes de ir dormir, além de pensar em Arissa, Kazumi pensava “será que hoje eu tenho um sonho novo?” ou “espero não sonhar hoje, quero dormir como uma pedra”. Ele não estava nada confortável em sua atual situação. A única coisa certa era que ele tinha de dormir melhor.



    Mais um capítulo pra vocês galera do gueto \o/ !! ahashashas . Eu sei que ainda não postei nenhum desenho ... mas quando eu puder e posto e eras isso u.ú . A história em si é muito mais importante u.u . Espero que vocês estejam gostando =D !


    ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


    Capitulo 8 – Sentimentos

    - Humm, este vinho está perfeito. Dizia Kazumi apreciando o seu vinho.

    Kazumi havia convidado Arissa para jantar em um ótimo restaurante da cidade.

    - É verdade, tem mesmo um sabor bem exótico. Falava ela enquanto balançava a taça com a sua voz suave e hipnotizante.

    Kazumi tinha certeza de que ele estava apaixonado por ela, apenas não sabia se ela sentia o mesmo por ele. Ele tentava deduzir que por ela ter aceitado o convite do jantar, ela sentia algo por ele. Porém, eles passavam os finais de semana juntos conversando sobre coisas bobas. No início ela era meio envergonhada, mas após as conversas diárias que eles tinham no campus ela foi começando a se abrir. Seu medo era de que ela apenas o visse como um amigo.

    - Olá, muito boa noite, meu nome é Julius e eu serei o seu garçom esta noite.
    - Olá. Falaram os dois para o garçom.
    -Então, vocês já gostariam de pedir algo para comer?

    Kazumi olhou para Arissa como quem diz “você é quem decidi”. No entanto ela ficou em silêncio.

    - Você já gostaria de comer algo Arissa?

    Ela apenas olhou para o cardápio para esconder a cara avermelhada de vergonha.

    - Bom, eu gostaria de pedir um salmão ao champignon. E quanto a você Arissa?
    - E-Eu gostaria de pedir uma lagosta ao whisky. Falou ela um tanto quanto envergonhada.
    - Muito bem, então é um salmão para o senhor e uma lagosta para a senhorita.

    Após o garçom se retirar, Kazumi acompanha sua saída com os olhos e nota uma pessoa parada em pé ao lado de uma mesa que estava a uns 4 metros de distância de sua mesa.Era Shi.
    Shi estava parado ao lado de uma mesa com sua capa vermelho-sangue e com um sorriso maldoso no rosto enquanto olhava diretamente para Kazumi.
    Shi sussurra algo que Kazumi teve quase certeza de ler em seus lábios como “Sonhos podem cansar”.
    Kazumi arregala seus olhos e levanta da mesa e apenas não gritou pois entrou em choque na mesma hora em que se levantou. Foi apenas o tempo de ele piscar que Shi já não estava mais lá.

    - Hmm, está tudo bem Kazumi? – Perguntava Arissa preocupada e um tanto assustada com a reação dele.

    Kazumi tinha de disfarçar a situação, ele não poderia dizer “eu vi um pesadelo”. Iria soar muito estranho.

    - Arissa... E-Eu... Eu gostaria de saber – Falava Kazumi nervoso e disfarçando bem a situação – E-Eu... –B-Bem, é, esse tempo em que a gente vem se conhecendo, eu percebi que eu sinto algo muito forte por você Arissa, eu gostaria de saber se você gostaria de namorar comigo?

    Foi tudo em que Kazumi conseguiu pensar, apesar de ser isso mesmo que ele quisesse dizer a algum tempo, mas ele falou muito alto pois o nervosismo por ter visto Shi foi imenso. Todos ao redor olharam para a mesa e ficaram aguardando a resposta de Arissa.
    Arissa ficou instantaneamente vermelha, rosa, roxa e depois azul de tanta vergonha.

    -Kazumi...
    -(...)
    -(...)
    - Eu... quero sim. Disse ela em um tom baixo e escondendo o rosto.

    As pessoas das outras mesas sorriram e algumas até aplaudiram.
    A felicidade de Kazumi foi grande e ele sentiu um grande alívio. Um alívio capaz de fazer com que ele esquece-se de Shi. Pelo menos até ele chegar em casa...








    Uma light novel Feita por Erick S. D. Machado ( Hyo )


    Última edição por Hyoo em Dom Mar 11, 2012 4:43 pm, editado 31 vez(es)
    avatar
    Yamato KaeL .SNA
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 573
    Pontos de Participação : 99
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 12/10/2010
    Idade : 24
    Localização : Droku Island
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Yamato KaeL .SNA em Qui Jan 12, 2012 1:47 am

    INCEPTON affraid
    muito bom manolo, lhe desejo boa sorte com sua light novel o/
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [RH]Havock em Qui Jan 12, 2012 9:26 am

    Ai sim,


    fico muito alegre de ver que minha iniciativa esta gerando inspiraçao =]
    esse foi um dos meus objetivos afinal.

    VAmos todos acompanhar essas 2 magnificas series de misterio!

    avatar
    pedrorvd
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 249
    Pontos de Participação : 26
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 07/11/2011
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por pedrorvd em Qui Jan 12, 2012 3:01 pm

    aew deve fica foda,e crie alguma coisa q chame Begone Very Happy o havock criou um evento com esse nome Very Happy
    avatar
    gianluca280395
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 188
    Pontos de Participação : 128
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 23/11/2010
    Idade : 22
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por gianluca280395 em Qui Jan 12, 2012 8:22 pm

    hmm isso me faz ter vontade de postar a redação mais interessante do mundo¹. que q vcs acham?




    ¹A redação mais interessante do mundo foi um texto que eu e outro amigo sem noção escrevemos na aula de portugues; a proposta era fazer 2 textos de 10 linhas cada sobre o porque dos alunos gostarem do ensino médio, embora suas notas fossem baixas. No fim acabamos escrevendo 3 paginas e entregamos assim mesmo pra professora (apesar dela ter faltado e deixado essa atividade). Alguns dias depois fomos chamados na coordenação e não nos devolveram a redação, a unica coisa que sobrou da original foram as fotos q um colega meu tirou no dia. Como se não bastasse a merda feita a gente pegou e escreveu mais um monte, totalizando umas 12 paginas no word.
    avatar
    [BL]Youkai-san
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 436
    Pontos de Participação : 143
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 03/11/2011
    Idade : 19
    Localização : Votorantim (duvido q vc conheça)
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [BL]Youkai-san em Qui Jan 12, 2012 8:51 pm

    agora tem 2 light novel no forum queria sabe se alguem vai faze otra. enfim, boa sorte com sua light novel o titulo ja ta melhor do q a light novel do havock Smile
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Qui Jan 12, 2012 10:00 pm

    Muito obrigado pelo apoio gente ^^ !! Primeiro Cap. sairá já já, o desenho eu já fiz, falta escanear xD !
    avatar
    gianluca280395
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 188
    Pontos de Participação : 128
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 23/11/2010
    Idade : 22
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por gianluca280395 em Qui Jan 12, 2012 10:31 pm

    ah não ignorem a minha pergunta .-. chatos
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [RH]Havock em Qui Jan 12, 2012 10:34 pm

    Nossa, reonarudo.

    Comparar as coisas realmente eh falta de educaçao.


    mas enfim.

    Essa obra do hyo tambe sera profunda.

    presisamos de uma obra de comedia



    KUSHI ATIVAR!
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Sex Jan 13, 2012 12:12 am

    Verdade, comprar as coisas não é algo que se faça. Até porque isso não é nenhuma competição.

    Verdade Havock, precisamos de uma obra de humor xD !

    @gianluca, poste =D !
    avatar
    [BL]Youkai-san
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 436
    Pontos de Participação : 143
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 03/11/2011
    Idade : 19
    Localização : Votorantim (duvido q vc conheça)
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [BL]Youkai-san em Sex Jan 13, 2012 10:32 am

    eu sei q isso ñ é uma competição eu só to falando a minha opinião e eu ñ to falando q essa light novel é melhor do q a do havock (nem da pra eu disse isso pq essa light novel nem tem o 1º capitulo) até agora eu nem sei qual das duas light novel é melhor
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [RH]Havock em Sex Jan 13, 2012 10:52 am

    ta sussa brother.


    sao dois generos diferentes,nao vai haver melhor.

    O maximo que voce pode distinguir e o titulo mesmo.



    porem acho que antes de dizer isso pelomenos tente entender o meu titulo UEHEUHEUH
    avatar
    pedrorvd
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 249
    Pontos de Participação : 26
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 07/11/2011
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por pedrorvd em Sex Jan 13, 2012 2:41 pm

    legal o 1 cap.,vc escreve bem,a formatacao ficou boa e terminou o cap. de uma forma que faz com q o leitor tenha vontade de ler o proximo,continuarei lendo
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por [RH]Havock em Sex Jan 13, 2012 3:33 pm

    Hyo escreve bem sim.

    oque falta e fazer o personagem sentir um pouco de drama,
    ai eu quero ver como ele vai escrever


    MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Sex Jan 13, 2012 5:39 pm

    Muito obrigado *------* !

    Cada comentário me deixa mais motivado a continuar escrevendo *--* !
    avatar
    pedrorvd
    Guerreiro do mar
    Guerreiro do mar

    Mensagens : 249
    Pontos de Participação : 26
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 07/11/2011
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por pedrorvd em Sab Jan 14, 2012 11:04 am

    kasume ta fumando dorgas???
    avatar
    Lip
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 9
    Pontos de Participação : 2
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/01/2011
    Idade : 23
    Localização : OLÁ
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Lip em Seg Jan 16, 2012 11:40 am

    MUITO LEGAl


    PENA QUE NEM LI
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Qua Jan 18, 2012 2:14 am

    Muito engraçado Lip e.e
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Dom Jan 22, 2012 4:38 am

    Ainda não postei os desenhos pq eu tenho que ir na casa do maluco escanear XD
    avatar
    Hyoo
    Jovem Aventureiro
    Jovem Aventureiro

    Mensagens : 10
    Pontos de Participação : 29
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/11/2010
    Idade : 23
    Localização : RS
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Hyoo em Sex Fev 03, 2012 10:06 pm

    Aew, Capitulo 8 quentinho :3 !

    Conteúdo patrocinado

    Re: Inside the Mind

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Dez 15, 2017 10:58 am