Butterflies and Hurricanes

    Compartilhe
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Ter Jan 10, 2012 9:36 pm

    Ola pessoal.
    Eu, RAFAEL TERRA estou produzindo um Livro, e basicamente uma fan fic, mas e algo que estou pondo muita esperança e emoçao no trabalho.
    Antes os agradecimentos:
    Para a Historia: haven, panda, yamato, alone e shimaro, muito obrigado por olharem meu trabalho.
    Para a capa: TOTAL merito de Lawer e Kinji, eu so fui dando as ideias.Serio lawer, tu e foda.
    Para a SoundTrack e Titulo: Lawer mais uma vez me mostrou uma musica que me bate uma inspiraçao tremenda, e que retrata com emoçao e talento o personagem principal.
    Para os Personagens: Eu nao sei oque aconteceu, mas eu criei eles tao profundos que eu mesmo me sinto incompleto perante a eles. Isso e uma sensaçao ruim.
    Aqui vai, e seja oque deus quiser:

    Butterflies and Hurricanes



    Acima esta a capa da Obra, Agora, antes da Sipnose irei botar o link da musica que me inspirou, e provavelmtente sera a musica desta obra.

    http://www.youtube.com/watch?v=TWpGfuz1oPk



    Você sabe sobre as coisas que eles dizem sobre as asas de uma borboleta causando a queda de um pingo de chuva, e em seguida, a reação em cadeia acaba como um furacão. Eu acho que esta música está nos chamando para ser a borboleta. Nós podemos fazer algo aparentemente insignificante, e mudar o mundo. Nosso tempo é agora. Use esta oportunidade de ser ouvido. Este mundo não vai mudar por si só. Você vai muda-lo. Não vai ser fácil. Haverá "lutas e batalhas e vingança". Você vai parecer inútil.
    Faça de qualquer maneira. Mude este mundo para melhor. Seja uma borboleta.
    Ame o mundo, nao importe oque ele faz com você. GRITE PARA O MUNDO!



    isto é onde a obra quer chegar.


    Gênero: Drama,Mistério,Artes Marciais,Romance,Mafia.


    Sipnose:

    ''Heh, e pensar que uma simples foto fez meu mundo desabar para o sanguinário...''


    Alex,hoje com 19 anos, foi o melhor praticante de karate de gerações,
    e foi campeao mundial quando criança, mas machucou o joelho tao seriamente durante uma luta,
    que não houve meios médicos para operação naquela epoca, entao teve de parar.
    Ele sempre foi muito esperto, mas como estava machucado, de cadeira de rodas e ainda ultilizava óculos,
    ele era constantemente vítima de Bullying dos colegas. Com sua mentalidade estremamente fraca e vulnerável apos o acidente,
    ele começou a fingir ser burro apartir daquele ano, e apos alguns anos fez uma operação no joelho com tecnicas recem
    descobertas por médicos.
    Hoje, com 19 anos, é estudante de engenharia civil e mora com um colega de quarto no dormitorio de uma cidade universitá-
    ria. Apos seu acidente, Ele adquiriu um habito de constantemente tirar fotos de Tudo oque encontra, e nem mesmo ele sabe o
    porque. Em uma dessas fotos, ele observou uma mulher, que aparentemente era muito bonita, tinha cabelos rúivos como o sangue,
    era alta, magra, madura(aparentava ter uns 25 anos) e seus olhos eram cinzas e serios como a morte.O que mais chamava atenção
    na foto era o fato de que ela, no dia mais quente do ano, estava usando um casaco de peles e luvas extremamente quentes.
    E nao acaba por ai, Alex começa a perceber que uma segunda personalidade esta vindo a tona... O seu mundo não sera mais o mesmo.
    Em sua cidade, Existe um local cujo poucos conhecem sua localização, chamado de Hell Dome.Um local onde varias pessoas cujo lutam na rua brigam ate a morte por premios em dinheiro, e reconhecimento.Recentemente, apareceu um invicto, cujo o título dado foi, O leviathan.
    quem sera esse jovem? e como ele pode influenciar na vida de Alex?


    Essa serie ira ter Muitos Mistérios Intrigantes, Lutas de tirar o folego, Drama profundo,voces irao observar o mundo de uma pessoa
    literalmente desabar. Ira ter Muito Romance( sexo, drogas etc...), e especialmente muita arte marcial, batalhas intelectuais
    crimes, polícia, e principalmente a Superação




    Bem galera, por hoje sera so isso, outro dia eu venho postar o primeiro cap.

    E isso,Espero que voces gostem, mas sejam sinceros, falem oque der vontade.









    todos os direitos reservados RAFAEL TERRA, Butterfliend and Hurricanes
    LTDA


    Última edição por [RH]Havock em Seg Jan 16, 2012 12:57 am, editado 5 vez(es)
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Sab Jan 14, 2012 1:59 pm

    Dizem que a fotografia imortaliza. Verdade. Mas o que ela imortaliza é aquilo que aparece no papel ou na tela.
    O que está fora do papel, o nosso mundo real, é mortalizado a cada disparo. A fotografia mata tudo aquilo em que toca,
    ao congelar um momento que já não é mais o mesmo logo no instante seguinte. Sempre seremos mais velhos do que aquele que aparece nas nossas próprias fotos.Isso que um caro amigo me ensinou, do jeito mais difícil.

    Fotografia é morte.


    Chapter One:
    We all have a mask



    Meu nome é Alex

    Tenho dezenove anos, e atualmente estudo engenharia civil.Moro em uma cidade universitária, onde divido o quarto com Thiago
    ,um dos meus únicos amigos e estuda junto comigo.O quarto onde moro não e nada excecional, tem um banheiro, duas camas,
    uma sacada, onde normalmente tiro fotos da paisagem que nunca me canso, uma vista de um campo, e a direita uma lagoa.
    Nós também temos uma grande cozinha no primeiro andar, onde todos os alunos frequentam para refeições como café da manhã
    e jantar, sendo que o almoço é servido na própria faculdade.
    Sabe,certa vez em minha vida,eu já fui feliz.Lembro da época onde eu treinava Karate,nossa,apenas o trovejar dos sacos
    de pancada ao serem atingidos por chutes me deixavam todo arrepiado, e a partir de alguns anos, esse vício pela luta me
    levou até as finais do campeonato mundial de karate shotokan.O estilo consiste em bases fortes e golpes em praticamente
    todo o corpo, onde as bases em si fortalecem o próprio golpe,o dando muito impacto.Esse estilo de karate é usado também para
    combater cerca de 8 inimigos ou ate 10.
    Em minha luta para disputar o título de melhor na categoria, eu quebrei meu joelho, mas não foi uma simples fratura,
    eu havia partido minha rótula ao meio devido a execução exagerada de um golpe perigoso, chamado Mae Tobi geri, onde o
    lutador da um grande salto em direção a seu oponente, e lhe acerta um chute frontal tão poderoso, que se aplica com mesma
    intensidade nas pernas do praticante.No final das contas, eu ganhei.
    Apos esse acidente, eu nunca fui o mesmo. meu gosto por luta sumiu,junto com minha coragem,auto-estima e vontade.
    Eu morri.Virei cadeirante, minha situação depressiva era um prato cheio para valentões, onde meu óculos e inteligência
    apenas aumentavam os efeitos das provocações.Se fosse o eu de antes, me defenderia, mas eu era fraco, alias, até hoje sou
    FRACO.Então achei uma solução.
    Simplesmente fingir ser burro.

    Até então vem funcionando, ninguém se aproxima de mim, afinal, um burro não pode fazer praticamente nada quanto a ajudar os
    colegas de sala com matérias escolares.Ainda mais que a algum tempo eu fiz uma operação no joelho, onde substitui a rótula
    fraturada por uma rótula metalica,onde ela se adaptou perfeitamente em meu corpo.
    A única coisa que me mantem confortado em alguns momentos é o meu hábito adquirido apos o acidente,o de Fotografar.
    Quase todo dia, eu tiro cerca de 20 fotos, sendo elas tiradas de todos os locais que eu vou.apesar de eu não visar as
    pessoas nas fotos, eu sempre lembro todos os rostos que nelas estão, com poucas excessões.
    Após um dia de aula, ,me despedi de Thiago, disse que iria tomar um caminho diferente para casa,fiz
    isso justamente para ter uma chance de fotografar de perto a lagoa do campus.Eu vi nos noticiarios que hoje seria um dia bem
    quente, mas nao dei muita bola, gosto de calor.Ao chegar na lagoa, observo um pouco o local, tiro algumas fotos e rapidamente
    volto para casa.
    Ao chegar em casa, noto que thiago nao chegou ainda,mas enfim,nao ligo muito e vou direto para meu quarto.Lá,
    eu ligo meu PC, conecto minha maquina fotografica nele, e observo as fotos.Eu nunca havia ficado tao deslumbrado com uma foto
    em toda minha vida.
    cabelos ruivos como o sangue,olhos encantadores, porém sérios,alta e extremamente atraente, mas seu charme nao estava
    na beleza, e sim em sua aparencia gelada.
    Fascinante


    Tão fascinante, que, demorei alguns segundos para perceber que ela estava com uma roupa extremamente quente, em pleno calor.
    [/center]




    Bem e isso galera, nao add muita coisa, mas deu pra entender melhor o personagem.
    Pra quem quer ver o leviathan, aguarde um pouquinho =]


    enfim, eu poderia ter deixado chegar no climax um pouco, mas estou muito cansado.



    Até


    ------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Bem galera, estou aqui completando o primeiro ep.

    estava cansado ontem, entao ai vai.
    Pra quem nao conhece os golpes de karate: http://karatepatos.blogspot.com/p/bases-do-karate.html










    Hoje eu tive um sonho rotineiro,



    -Lutem!
    Eu estava vendo, um homem careca, com cerca de 2 metros de altura.
    Ao olhar para a direita, percebo uma plateia enorme gritando coisas brutais, e torcendo por mim.
    O Homem faz alguns gestos, como se estivese abusando de sua altura, musculos, seu brilhante soco inglês, e, epecialmente
    de seus 7 capangas.


    Repetindo, éra um sonho.


    Então eu achei normal eu percorer 15 metros em 2 segundos, dar um Yoko Tobi geri fundido com um mae tobi geri
    giratorio, e usar a base Kokutsu-dachi para aproveitar a energia do impacto ao cair no chao, e rapidamente transferindo essa energia
    com um Hiza geri eliptico.Sem contar que, o último que sobrou levou um chute que nem sei se é do karate, mas que concerteza
    afundou seu rosto.
    Fiz tudo isso com um sorriso bem grande estampado no rosto.



    Esse sonho foi legal.


    Lembrando que irei viajar sexta,

    voltarei domingo, ate la leiam a do Hyo =]




    previa!:
    Eeeeeeeeeeeeeeeh, devolta a parte chata da historia, Leviathan so apareceu pra dar oi,

    proximo cap voces vao ver mais um nerd e sua putaria COMPLETAMENTE CHATO. pode ser que tenha uma coisa ou outra que preste, mas resumindo, ate o misterio se encadear, vai ser realmente tedioso(ate para mim escrever).
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Sab Jan 14, 2012 2:01 pm

    Ta ai um quentinho!E tedioso.

    Chapter 2:
    The Trashbag



    Acordei mais uma vez apos ter um sonho estranho, porém rotineiro.
    Logo que acordei, pensei na foto que havia tirado da bela moça. Estava decidido a descobrir quem era ela, tão decidido ao ponto de arriscar minhas palavras com outras pessoas.
    Arrumei meu material, coloquei uma roupa mais apresentável, sabendo que iria ter que falar com colegas. Obviamente não esqueci da foto.
    Chegando perto do prédio principal da faculdade, noto que thiago esta, por alguma estranha razão, esperando no portão. Thiago é muito popular, sabe, ele é extremamente extrovertido e sincero, e sempre é convidado para todas as festas da faculdade.
    Ele é tão popular ao ponto de que, minha amizade com ele não influencia em sua fama.
    Ao chegar perto dele, noto que ele não me percebeu pois virou para o lado para observar algo,curioso, também viro.
    Me deparei com sua namorada, Lindsay, correndo em sua direção.
    Lindsay é, atualmente, a garota mais bonita da faculdade. Em sua corrida, da para notar seus belos cabelos loiros de um lado para outro, e seus olhos verdes penetrantes. sem contar que seus peitos não eram nem grandes nem pequenos, me gusta.
    Ela chega correndo para perto de thiago, e abraca seu braço, era simplesmente adorável
    Ela olha toda feliz para thiago, de repente deixa soltar um belo:
    -Oi amore!
    logo apos isso, ela olha para mim com aquela cara de bunda e diz.
    -Ah, oi Alex -.-.
    sem hesitar, abro minha mochila e pego a foto.Mostro a eles, só tem um probleminha:
    -eh.eh.e-eessa foto,mulher ruiva....

    Eu sou ridículo, sério.

    Eu tenho esse problema, eu penso como você esta lendo agora, mas na hora de falar.Eu sou pior que japonês tentando explicar a teoria da conspiração para um favelado. É tão ruim assim ou pior.mas os dois já estão acostumado com esse meu jeito, logo,eles não ligam muito.

    Recupero meu ar, e tento falar pausadamente.
    -Essa mulher da foto...voces conhecem?
    Thiago olha para mim com aquela cara de, Você é macho?
    - cara, eu nunca vi ela, Lindsay, você ja viu?
    -Nem, mas tenho que admitir, ela é bem bonita.
    Vamos falar um pouco mais de Lindsay.Ela cursa psicologia aqui na faculdade, coincidentemente, no mesmo prédio em que eu e Thiago estudamos.Seus pais tem uma quantia incrivel de dinheiro, mas suas profissões são desconhecidas.
    Ela não vai muito com minha cara(Oh rly?), sempre que fala comigo ela usa um tom altamente agressivo, nada fêminino.
    Ela deve achar que sou um pervertído devido ao meu hábito de tirar fotos
    O que estaria meio que certo.
    O prédio em que nos 3 estudamos tem cerca de cinco andares, tem janelas por todo o local e tem um grande campo perto dele.
    Ao observar o prédio, lembro que tem mais uma pessoa que posso mostrar a foto.
    me despeço dos 2 com um simples gesto de tchao, prevendo que falar nao ia dar muito certo.
    Subo as escadas, entro na sala e percebo que meu professor de calculo, Prof. Taylor, esta na sala sozinho arrumando seu material. Taylor é mais um pai do que o meu próprio, me sinto mais do que confortavel em mostrar a foto para ele:
    -Professor...Ruiva na foto, voce conhece?

    Sim, eu sou o mestre yoda, surpreso?

    Taylor olha para a foto, no mesmo instante noto que seus olhos se arregalaram:
    -N-não alex, fiquei espantado com sua beleza, mas nao a conheço
    No mommento que ele disse isso, notei que seus movimentos faciais nao correspondiam a sua resposta.
    Era uma mentira.
    Decidi que nao iria o perguntar mais, e fingi que acreditei.

    Sabe, apos o dia da foto, fiquei tão fascinado que diariamente vou para a lagoa do campus e tiro algumas fotos, com a esperança de ver a ruiva novamente.E muito raro eu me interessar por alguma coisa fora fotos, apesar desse caso nao fugir do regulamento, eu estou mais atento á moça do que na paisagem em si.

    Ao termino da aula, me despedi de thiago e lindsay, obviamente nao com palavras,e fui a lagoa para tirar algumas fotos.

    Ao chegar, olhei para a água, que refletiu minha imagem.Pensando bem, ainda nao me descrevi,
    Tenho cabelos pretos e descabelados e tenho cerca de 1,80 de altura. uso oculos de grau cinco, e apesar de ser um nerd, devido a meu passado como lutador, eu tenho bastantes musculos desenvolvidos.
    Observei um pouco a paisagem, peguei minha câmera e comecei com os disparos.
    apos algumas fotos, notei que uma arvore estava com algo preto em baixo, dei um zoom.


    Foi Um dos maiores erros da minha vida.



    Previa!:
    As coisas vao ficar um pouquinho mais quentes no proximo capitulo

    porem vai ser chato, denovo.







    LEMBRANDO QUE A POSTAGEM DE CAPITULOS AQUI E A UNICA PERMITIDA.
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Capitulo 3 BaH--- raging Bull 44

    Mensagem por [RH]Havock em Sab Jan 14, 2012 5:48 pm

    Aeeeeeeeeee,
    mais um capitulo lixoso qurntinho pra voces ai.


    Chapter 3 : Raging Bull 44


    Após ver o objeto em baixo da árvore, decidi então me aproximar para descobrir o que era. Ao chegar perto, noto um forte cheiro de carniça, e também percebo que era uma sacola de lixo de tamanho médio que, amarrada bem de relance por uma corda não muito resistente. Curioso, desfaço o nó para descobrir o que havia dentro.

    Malditas câmeras e seus zooms.
    Era um defunto. Nem olhei direito e já parti para a crise de vomito. Graças a isso, lembrei que havia comido um baguete para o lanche. Tomei um ar, e virei minha cabeça bem devagarzinho. Me surpreendi ao ver que era apenas uma criança, eu havia tirado uma foto dela dias atrás. Estava desesperado, procurando meu celular a qualquer custo, tinha que avisar alguém.
    Não importava o quanto eu procurava, ele não estava na minha mochila. Lembrei de que ele poderia estar no meu bolso, mas para minha decepção ele não estava. Pude perceber um volume retangular em baixo do meu baguete levemente digerido pela grande quantidade de suco gástrico presente no chão.

    Eca
    Fechei meus olhos e enfiei minha mão embaixo do delicioso baguete. Bingo, era o celular. Por um lado positivo, eu o salvei de ser vítima de meus fluidos ácidos, pelo lado negativo, teria que colocar aquilo no ouvido. Para não ter que aturar um ouvido entupido,peguei algumas folhas de caderno e limpei o celular o máximo possível.
    Depois de finalmente ter feito o resgate do eletrônico, lembrei de que se ligasse para Thiago ou Taylor, além de não resolverem o problema, iriam apenas vomitar em cima do meu lindo baguete. Então resolvi ligar para a policia:
    - Alo?
    - É... oi
    - Isso é um trote?
    - Não... eu encontrei um corpo... na lagoa do campus....
    - O que ? qual seu nome amigo ?
    - A... Alex
    -Ok Alex, fique calmo em todas as circunstâncias, estamos indo para ai.
    Um pequeno diálogo, porém um grande avanço para mim. Decidi olhar o corpo com mais calma. Olhei a pequena menina, percebi que ela não fora morta de forma brutal. Não havia nenhum machucado grande que retratasse um assassinato ou um acidente, apesar de ela estar em uma sacola.
    Ao fim da análise, noto que quatro viaturas chegam ao local. O primeiro a sair do seu carro foi um jovem, aparentemente com 25 anos. Tinha cabelos loiros e compridos, carregava uma Taurus Raging Bull .44 customizada em seu cinto, só então percebi que ele estava vindo em minha direção, pelo uniforme notei que ele era diferente dos demais que vinham consigo.
    Quando se aproximou pude ler seu crachá:
    Jason Dusk


    Chapter parece pequeno, mas eh porque agora as linhas vao ate o fim das margens ! mas isso e pq o proximo sera bem grande! e o melhor de tudo, podera sair essa madrugada!


    Pra que nao conhece a raging bull 44 ta ai


    Previa!:

    Olha, eu sempre ponho previa, mas de previa nunca tem nada.
    O prox cap vai ser mais interessante!
    aguardem!


    Última edição por [RH]Havock em Dom Jan 15, 2012 7:40 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Chapter 4

    Mensagem por [RH]Havock em Dom Jan 15, 2012 1:58 am

    Chapter 4:
    The Bad Driver



    Tinha que admitir, seu nome me soava bem intimidante.
    Ao chegar perto de mim, ele da uma olhada no defunto.
    3 segundos depois ele fala comigo:

    -Prazer, percebi que você já olhou meu crachá.
    -Ah..sim.
    Fiquei impressionado com sua agilidade na análise e percepção.
    -E então, como você achou esse corpo ai?
    No momento que ele perguntou isso, ele finalmente percebeu que havia pisado em meu lindo baguete.
    -E-eu... estava tirando fotos do local...quando vi essa sacola...
    - Hmmm... e então você a abriu, olhou, e vomitou o chão todo?
    Eu aceno que sim
    -Olha, ehh como e mesmo seu nome?
    - Alex...
    - Ah, Alex,bem, o corpo que você encontrou deve ter sido morto a muito tempo. Agora são 6 e 30 da noite correto?
    Eu olho para meu celular recém banhado com vomito e confirmo.
    -Você vem aqui todo dia?
    -Ah... sim,.. eu passei a frequentar para tirar algumas fotos...
    Jason rapidamente pega um bloco de notas, um lápis e escreve coisas tão rapidamente que sinto que Harry Potter poderia ter 10 livros em 1 semana.
    - Me desculpe Alex, mas vou precisar que você me acompanhe na delegacia, temos que lhe interrogar.
    - Ma-mas, eu não...
    -Se acalme Alex, eu já sei que não foi você.
    Jason se vira para traz e grita:
    -José! Isole esta área!
    Vários policiais aparecem próximos de mim. Noto então que Jason pede para me retirar da área que eles iriam isolar.
    Pelo menos meu baguete iria virar prova concreta da polícia.
    Jason pede me para segui-lo até sua viatura.
    Ao segui-lo, consigo observar sua Tauros Raging Bull 44, o tamanho daquele cano era desumano.
    Entro na viatura dele, onde aparentemente estamos apenas nós dois.
    Ele arranca o carro de uma maneira tão brusca, que me leva a entender que eu iria morrer naquele dia.
    No caminho para a delegacia, ele solta uma pergunta:
    -Porque você vai todo dia para a lagoa tirar fotos?
    Eu não queria responder esta pergunta, mas era um caso policial, me senti obrigado a colaborar.
    Pego a foto que havia tirado da ruiva no local e mostro para ele.
    No momento em que ele olha, o carro quase capota.
    - E-É por causa disso que você vai?
    Eu aceno que sim.
    - Ela realmente e muito bonita.
    Eu aceno que sim denovo.
    O silencio cala no carro, e isso me preocupa.
    Apos chegar no departamento, ele primeiramente pede que eu tome uma ducha.
    Eu alego que não tenho roupas novas em minha mochila.
    Nesse instante, ele me empresta uma calça e uma camisa social para que eu utilize durante a interrogação. Ele também me diz que a ducha fica no próximo corredor a direita.
    -Ei -diz Jason- Acompanhe ele fazendo um favor.
    O policial próximo a mim rapidamente acena positivamente.
    Eu vou em direção a ducha. Percebo que o ritmo dos passos do policial que esta atrás de mim varia quando ele se aproxima.
    Eu estava sendo observado e analisado, ou seja,


    Eu era suspeito.



    Galera, eu deixei a parte mais legal pro cap 5. tenham certeza de acompanhar. espero que tenham gostado do cap



    Previa!:
    Voces irão ver um duelo de análises no próximo cap!

    Minha primeira previa lol.




    LEMBRANDO HYO MALANDR

    N comente aqui, e sim no espaço onde eu determinei as criticas




    GALERA, Aqui esta o desenho de Jason Dusk.
    Feito e editado por LAwer, serio tu e foda.

    lawer e masrter em artes, serio
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Dom Jan 15, 2012 10:42 pm

    Chapter 5-6 :
    Guilty



    Aquela ducha estava muito gelada, além do mais, o espaço livre era muito pequeno, tinha que tomar cuidado para não molhar a roupa que Jason havia me emprestado. As peças estavam penduradas na cadeira ao lado do Box do banheiro. Aproveitei para limpar meus óculos, apesar de sempre ter uma sensação ruim ao tirá-los.
    Após o banho, sequei-me com uma toalha que me foi dada e coloquei o traje que Jason havia me emprestado. Ele ficou surpreendentemente bem em mim, só estava faltando um blazer para combinar. Saí da sala, logo um policial me pede para liderar o caminho, obviamente. Chegando à sala de interrogatório, Jason olha para mim, faz uma cara de surpreso e diz:
    - Nossa, agora você está parecendo um empresário.
    Eu não demonstrei reação alguma, apenas me sentei na cadeira em sua frente, mas admito, fiquei realmente bem de traje social. Ele fez um gesto com a cabeça para que o policial saísse da sala e nos deixasse a sós. Após a saída do policial, ele iniciou o questionário:
    - Alex, você sabe porque eu disse que a menina havia morrido a muito tempo ? - Olhei sério e respondi com uma análise rápida:
    - Eu acho que é por causa do cheiro... não -eu me interrompo - o cheiro não se desenvolveria em um lugar com tal diversidade natural, essa criança foi morta há muito tempo e longe dali.
    - Nossa Alex, você é impressionante, quem dera você trabalhasse aqui no departamento - de repente um policial diferente interrompe nossa conversa abrindo a porta:
    - Chefe, aqui esta o seu McDonalds.
    - José - ele olhou com uma cara de bravo - Isso ai é o Big Mac que eu mandei você pedir né?
    - S...Sim Chefe!

    Não entendo porque ele chama todos os policiais de José.
    O policial se retira, ele da a primeira mordida em seu sanduíche e me pergunta de boca cheia :
    - HMM ULUX, VUCU QUER UM PEDUÇU?
    - Não, obrigado - Depois de ver essa cena, decidi ficar de luto pelo meu baguete. Ele engole, e voltamos ao interrogatório:
    - Enfim,vou te dizer uma coisa. Você é suspeito sim -
    Consegui mentalizar apenas uma única palavra.


    Merda
    .



    - Mas eu não creio que o verdadeiro culpado seja uma pessoa que vomite depois de achar ou levar um corpo até lá. Realmente não acho plausível você ser quem procuramos - Isso me deu um profundo alívio - mas nem sempre bonzinhos são bonzinhos. Deixarei você ir por hoje, mas você será observado para que possamos manter contato - Apesar de não gostar da notícia, eu compreendo - A propósito, quanto a roupa, fique com ela, é melhor em você do que em mim.
    - Muito obrigado...
    Agora, lá estava eu, saindo de uma delegacia com uma bela roupa social.
    Pego o caminho mais distante da lagoa, já que não quero me meter em mais problemas e ver meu baguete solitário.
    Chego ao meu dormitório e me deparo com Thiago e Lindsay se beijando loucamente. Quando entro, os dois parecem não ligar para minha presença, muito menos perguntar onde andei, porém deu para notar que pararam por alguns segundos e me observaram com olhar fixo.
    - A..Alex onde você estava cara? São 9 horas da noite! - Vocês passaram a tarde se beijando, poderiam ter me procurado. Pensei.
    - Ah... é que... eu tive que depor na policia...
    Eles nem estavam prestando atenção. Eu também não prestaria se tivesse uma namorada como Lindsay. Desisti de explicar o ocorrido e fui ao meu quarto.
    A primeira coisa ao entrar no cômodo foi tirar minha camisa e calça, para guardá-los com muito cuidado. Liguei a televisão. Surpreendi-me ao ver Jason, o policial, dando uma reportagem no canal 26.
    - Olá pessoal ! Estamos aqui com Jason Dusk, o chefe da polícia local! E então, como está o desenvolvimento do caso do Hell Dome?
    - Ah,estamos obtendo avanços! Hell Dome, pra quem não sabe, é o local onde vários lutadores de rua lutam até a morte por dinheiro e reconhecimento. Nós estamos tentando localizar esse local,mas sempre quando chegamos perto eles mudam.
    - Realmente é um problemão Jason!
    - Nem me fale, ainda mais que temos um obstáculo que anda gerando um problema para a sociedade, "Leviathan". Ele é o famoso invicto do Hell Dome, graças a isso vários jovens o estão idolatrando bem como, muitas vezes, seguindo seus passos. Pretendemos reforçar toda guarda noturna da cidade para evitar que isso se repita.
    - Obrigado Jason! Pessoal, por hoje é só, até amanha!
    Algo me era muito familiar. Arrumei minha cama e deitei para dormir, pois no dia seguinte teria um trabalho de cálculo com o professor Taylor, eu realmente precisava descansar.
    Acordei com o chato som do despertador do Thiago. Vesti uma roupa qualquer, mas hoje decidi não levar minha câmera fotográfica e não ir para a lagoa devido à noite passada.
    Ao chegar em minha sala notei que o clima foi de muita fofoca para total silêncio. O acontecido pareceu ter afetado toda sala. Sento em meu lugar, como de costume, e percebo que até o professor estava me olhando de um jeito diferente. Isso me fez sentir muito mal.
    Quando a aula estava prestes a começar, a sala se surpreende com um forte barulho de janelas quebrando e portas abrindo. Eram dez policiais me cercando.


    - Alex! Você Esta preso por homicídio!





    CAP GIGANTE GALERA!


    proximo cap so fica melhor!

    Previa!: nao posso dizer =]
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Chapter 7: Scarlet

    Mensagem por [RH]Havock em Seg Jan 16, 2012 2:51 am

    Ae galera, postando mais um aqui.
    enfim, esse cap nao tem muuito drama, mas percebi que essa música cai bem com ele.

    http://www.youtube.com/watch?v=8Uw8mIcQJn8
    vale apena ler escutando.

    Chapter 7:
    Scarlet



    -Ahn....?
    Todos os policiais estavam fortemente armados, mas pude notar que Jason não estava entre eles.
    Eles rapidamente me agarraram pelo braço, e me jogam contra a parede com violência. Pegam um par de algemas,e aprisionam meus braços de um jeito onde eu não poderia revidar.
    -NÃO... NÃO FUI EU.... NÃO FUI EU!!!
    eu estava desesperado, quase entrando em parafuso.
    -ME LARGUEM..... N..NÃO fui EU!!!!!
    eu pude observar de relance os olhares que me cobriam.
    Todos da sala estavam parecendo me estudar enquanto eu debatia. eles deviam estar pensando coisas como, nossa, como alguem tão patético pode ser o assassino? quando eles começaram a me arrastar, eu finalmente olhei para Thiago.

    Ele estava apenas olhando para o chão enquanto escutava meus lamentos.
    - THIAGO, THIAGO, ME AJUDE CARA!
    -...
    -THIAGO, EU SOU INOCÊNTE, FALE PARA ELES!
    Quando percebi que ele não iria mecher nem sequer um dedo para me ajudar, vi o quao fútil era a nossa amizade.

    Meu pequeno mundo havia sido destruído.

    Fiz questao de limpar minhas lagrimas e me levantar. acompanhei os policiais sem resistência apos aquilo, mas soltei uma ulltima palavra
    -Canalha...
    Ele me olhou com um rosto arrependido.
    Ao chegar no gramado do campus, onde eles haviam estacionado a viatura que me levaria para a cadeia,dou uma olhada para traz.
    Todos os meus colegas de sala estavam na janela, menos um
    Thiago.

    Estava me preparando para entrar na viatura, Mas parece que eu tive uma segunda chance.

    Alguem estava afim de brincar de boliche com os policiais, pois em poucos segundos nota-se uma moto vindo deslizando, derrubando todos eles.

    A moto não me acerta por pouco, ja que o policial ao meu lado consegue me puchar para fora da área atingida.

    Eu tive pena do cara há minha direita, pois o motorista logo aparece dando um incrível golpe de Krav Maga, desarmando e derrubando ambos.

    O motorista tira seu capacete, só entao noto que é uma mulher.
    Apesar de meus óculos estarem sujos devido a minhas lagrimas, percebo seus cabelos ruivo escarlete e sua estatura alta.



    Era ela.


    Previa!:
    Duh? usem a imaginação.










    Rafael Terra- Butterflies and Hurricanes @Ltda.

    Todos os direitos reservados
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Seg Jan 16, 2012 11:42 pm

    Chapter 8-9:
    Beast Unleashed


    Eu não acreditava em meus olhos, a tal beldade estava em minha frente. Agora que vi de perto, sua roupa na foto não era um casaco, mas sim um macacão de motoqueiro.
    Estava paralisado, a mulher que tanto procurei estava logo ali. Não conseguia dizer nada. Ela virou seu rosto em minha direção, só então pude perceber que estava olhando diretamente para meus olhos. Dois breves segundos que pareciam durar para sempre.
    Logo após o ocorrido os reforços chegaram, rápido o suficiente para deter aquela mulher, que parecia ter maior foco da polícia. Ela me surpreendeu com uma voz poderosa e fria:
    -O que você esta fazendo? Corra!
    Nesse exato momento, antes de perceber, eu estava correndo o mais rápido que podia. Enquanto fugia, escutei vários gritos de homens, parecia uma chacina. Depois de alguns segundos correndo, percebi o quão lixo eu era como pessoa, havia deixado a mulher que tanto procurava com 6 policiais armados.
    De repente escuto um barulho de uma Harley-Davison correndo à velocidade máxima na direção oposta. Isso me deu um profundo alívio, porém tive a chance de fugir e não pretendia desperdiçá-la.
    Enquanto corria sem rumo, estava pensando em um bom local onde ninguém me encontraria, mas minha cabeça parecia não funcionar bem. Eu estava muito apavorado para pensar, então apenas corri, corri e corri.
    Eu não podia acreditar, aquele Jason havia me enganado. Fazendo-me pensar que estava a salvo da culpa, ele impediu que eu suspeitasse de uma possível captura.
    Aquele filha da mãe não tem evidencias o suficiente! E além do mais eu não sou o culpado!
    Foi quando eu me lembrei de quando mostrei a foto da ruiva para ele. A reação dele não foi normal,na verdade, ele quase nos matou com o susto. Se eu não houvesse mostrado aquela foto, talvez...
    Eu não tinha mais tempo para bobagens como aquela, agora eu tinha que me preocupar com fugir em segurança. Percebi que se continuasse correndo em plena calçada, alem de ter muitos obstáculos, eu iria ser freqüentemente visto pelos pedestres que poderiam me denunciar.
    Tento então uma rota alternativa, entro nesses becos que existe entre os prédios, e me deparo com 3 caminhos diferentes. Decido ir pela direita, mas para meu infortúnio, aparece uma viatura da policia logo a frente.
    Desesperado, rapidamente volto para tentar outro caminho, mas me deparo com outras 4 viaturas, bloqueando todas as alternativas de fuga.
    Vários policiais se retiram de suas viaturas, cerca de 10. Um deles, com um Megafone, grita:
    - Alex ! Se renda, não há escapatória !
    Eu não sabia mais o que fazer, apenas gritei:
    - MAS NÃO FUI EU, ACREDITEM EM MIM!
    - Alex ! Quero que você se deite no chão lentamente ! Caso contrario nós temos permissão para fazer uso da força !
    - MAS NÃO - Um tiro para o alto me interrompe. Decido então ceder para as ordens do policial. Deitei devagar e coloquei minhas mãos viradas para baixo,mesmo algemadas. Pude perceber que Jason também não estava entre eles...
    - Cara de pau...
    Eu nunca havia chorado tanto em um único dia.
    Como eu já estava algemado devido a primeira tentativa, eles simplesmente me levantaram, colocaram em uma viatura e me escutaram chorar até a prisão.
    Chegando ao local, mesmo com meus óculos imundos, percebo que o local era muito escuro e sujo. Eles me levam para uma sala, onde encontro o diretor da prisão. O diretor pede educadamente que eu sente à frente de sua mesa, onde percebo que era o único lugar aparentemente limpo e iluminado.
    O Diretor parecia ser bem velho, apesar de alto e forte. Fui surpreendido com uma pergunta:
    - Qual o seu tamanho?
    - Ahn..? como assim...
    - O tamanho que você veste.
    - Eu uso "M" adulto...
    Repentinamente ele me vem com um uniforme amarelo, exatamente do meu tamanho. Era, provavelmente, o uniforme do presídio. Apontou-me um banheiro e pediu que fizesse a troca de roupa.
    Ao chegar lá, fiquei surpreso com o tamanho do banheiro, parecia um vestiário para um esquadrão completo.
    Ponho a roupa, e observo que há uma pia. Decido então lavar os meus óculos, já que estão sujos devido à fuga. Fiz o mais rápido possível, pois sempre quando os tiro tenho uma sensação péssima.
    Ao sair do banheiro, O diretor me fala rapidamente:
    - Você esta preso até ser convocado para julgamento.
    Eu simplesmente ignoro o que me foi dito e vou em direção aos dois guardas aguardando para me levar até a cela.
    Mesmo a beira do desespero, consigo perceber que até agora, os dois policiais-chefes que falaram comigo me deram alguma peça de roupa...
    Por sorte, existia uma cela vazia,onde fui largado, porém antes disso eles retiraram minhas algemas, que já estavam machucando.
    Nesta cela havia uma cama, um espelho e uma pia. Somente isso. Eu estava cansado, apenas deitei na cama. Dormi.
    Eu acordei ao som de vários presos gritando e conversando entre si, afinal já era quase hora do ''recreio'', onde os presos tem a liberdade de ir para a quadra, conversar e jogar futebol.
    Levantei com dores na lateral dos olhos, já que eu havia dormido de óculos. Dei uma olhada no espelho, lavei meu rosto e saí, já que as faxineiras têm que limpar nesse horário.
    Estava a caminho da quadra, e percebo que a cada canto da prisão tem uma briga.
    Por usar óculos e parecer nerd, chamo muita atenção.
    A princípio me encararam, mas estavam tão ocupados com suas brigas que me deixaram ali, sentado a beira da quadra por alguns instantes. Eu tremia de medo, a qualquer momento poderia ser atacado por homens famintos por bundas. Até que um homem, de aparentemente 30 anos se senta ao meu lado e fala comigo:
    - Você é novo por aqui?
    - Sim...
    - Prazer, meu nome é Pedro.
    - Olá... Me chamo Alex...
    - E então Alex, esta aqui porque? Você parece bem novo.
    - E..Eu sou inocente!
    - Entendo, vejo que você não quer falar... - Tenho a impressão que esse cara é uma pessoa legal, deve ter se redimido de seus atos e está aceitando sua punição.
    Ele volta a falar:
    - Já que você não vai falar, eu falo o meu primeiro, pode ser?
    Eu aceno que sim, ainda não seguro ao ponto de recusar.
    - Eu, há 4 anos atrás, matei um homem que havia batido em meu carro acidentalmente, mas eu me arrependi totalmente do que fiz!
    - Ainda mais que falta apenas 2 meses para mim sair daqui e rever minha família inteira! Apenas isso me deixa muito feliz!
    Percebi que ele havia se tornado uma boa pessoa com o tempo. De repente, ele muda de assunto:
    - Essa nossa polícia é muito corrupta!
    Ele me surpreende com essa, afinal, de que modo Jason era corrupto? Ele continua:
    - Ainda mais que o único decente entre eles, o Dusk, pediu demissão ontem!

    Agora faz tudo sentido. Se ele estivesse sob comando da operação, pelo menos estaria presente na minha captura, pensei
    Eu, interessado , falo:
    - Conte-me por favor
    Quando ele estava prestes a falar,nos notamos várias sombras ao nosso redor. Era uma multidão de presos. Um deles me parecia familiar, era um careca alto, parecido com o visto em meu sonho. Ele me pega pela roupa, me levanta e fala:
    - Olhem só o que temos aqui! Um jovem nerd preso!
    Nesse momento, a multidão de presos deu gargalhadas.
    Pedro tenta me ajudar, mas logo é empurrado para baixo por outros presos.
    O careca continua:
    - Hmmm, seu rosto me é familiar !Talvez se eu socá-lo um pouco o reconheça!
    Ele me acerta com um soco certeiro no rosto, que manda meus óculos para longe de mim. Começo a sentir um aperto no peito, uma fraqueza interior muito grande...
    - Hahahahahaha! Olhe lá esse nerd, esta tonto da pancada ainda!
    Antes de eu perceber, eu estava de pé, com um grande sorriso estampado no rosto. Eu não tinha controle do meu corpo, aquele, aquele não era eu. Minha boca fala sem minha permissão:

    - Que tal nos divertimos um pouco...?












    ALELUIAAAAAAAAAAA postei =P



    espero que gostem!




    Rafael terra- Butterflies and Hurricanes - Todos os direitos reservados
    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Cap 10

    Mensagem por [RH]Havock em Qua Jan 18, 2012 1:08 pm

    É, Postando aqui o próximo cap.
    Estou Tentando melhorar =P

    Chapter 10:
    The Leviathan



    Perdi total controle de meu corpo, nem falar conseguia. Algo estava me controlando e eu parecia apenas um mero espectador.

    O Homem careca faz o primeiro movimento, correndo para cima de mim como se fosse um touro enfurecido. Rapidamente dou um belo chute giratório em seu nariz, ele recua para trás com um forte grito de dor.

    Todos os presos, inclusive Pedro, me encaram com um rosto de surpresa, afinal, ninguém esperava a minha reviravolta. O careca, fervendo de raiva, começa a movimentar-se de novo, porém agora aparentemente mais cuidadoso. Ao chegar perto de mim, tenta um soco direto no rosto, mas rapidamente desvio e lhe acerto uma rasteira.

    Ele cai, sem expressão, na quadra, onde vejo minha primeira chance de contra-atacar. Enquanto tentava se levantar dei um chute frontal, acertando em cheio sua face. Alguns dentes voaram.


    Ele havia perdido.

    O sinal do intervalo podia ser ouvido, ou seja, era hora de voltar. Uma parte havia ido embora, mas grande parte ainda permanece. Os olhares que estavam sobre mim eram de presos sérios e intimidadores. Mas por outro lado, por mais que estivesse com medo, meu rosto demonstrava felicidade.

    Aquele meu uniforme amarelo estava devidamente colocado.Estava começando a pensar que, enquanto dormia, era possível eu ter assassinado a pequena menina.

    Percebi que, lentamente, meus movimentos estavam retornando, como por exemplo respiração e uma pequena porcentagem de meus membros inferiores, mas grande parte dos outros ainda pertencia a quem estava me controlando. Antes que percebesse, haviam oito detentos correndo em minha direção.


    Mas ele percebeu.


    Dei um grande salto, onde chutei com as duas pernas simultaneamente, derrotando dois de oito e ainda, ao cair no chão, consegui dar uma rasteira giratória, derrubando outros três. Enquanto eles não levantavam, rapidamente me apoiei no ombro de um dos restantes, segurei firme eu seu uniforme e o derrubei de costas para o chão. Para completar o pacote, o mais próximo tentou me pegar desprevenido, mas lhe acertei um belo soco no queixo e o joguei em cima dos outros, fazendo uma grande pilha de derrotados.

    O único de pé correu com todas as forças, mas no momento, eu estava impiedoso, e o acertei com uma voadora potente.

    Haviam presos observando a luta, todos realmente surpresos com minhas habilidades que até mesmo eu acreditava ter perdido. Novamente, Ele fala sorrindo:

    - O quê ? Era só isso?- Disse. Um dos outros presos que estava observando foi de sério a apavorado, quando gritou:

    - É Ele ! O Leviathan !


    [i]
    Meus lábios doíam de tanto sorrir.


    PS:Por mais que tente, não consigo colocar os parágrafos.


    Prévia!:
    Algo irá acontecer. =P
    avatar
    Mentiroso
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 800
    Pontos de Participação : 363
    Reputação : 49
    Data de inscrição : 13/10/2010
    Idade : 20
    Localização : Guarulhos
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por Mentiroso em Ter Set 18, 2012 12:45 am

    Como não vai ter novos capítulos isso ai, vou deixar meu recado que...

    Assassins Creed 3 vai lançar dia 30 de out.
    avatar
    Gimli
    GameMaster OPO
    GameMaster OPO

    Mensagens : 587
    Pontos de Participação : 2147483647
    Reputação : 59
    Data de inscrição : 13/10/2010
    Idade : 26
    Localização : São Gonçalo - RJ
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por Gimli em Ter Set 18, 2012 7:05 pm

    @Mentiroso

    » Qualquer post Spam*, Flood* ou Bump* que seja considerado pela equipe como prejudicial ao fórum será deletado.
    - Punição: A mensagem será apagada e o usuário perderá 25% de respeito .

    Flood - Mensagens irrelevantes e que não contribuem para o tópico.
    Para evitar ser punido por isso, evite fazer mensagens inúteis com apenas "Olá", "Hum", "Bom dia", "Cheguei", "risos", etc. Nos tópicos criados no "Bar da Makino" é dada uma liberdade maior aos usuários, porém não exagere.
    (lembre-se que o fórum não é um chat).

    Bump - Conhecido como "dar UP". Basicamente é postar qualquer coisa apenas para o tópico subir na lista de tópicos. RESS tópicos "mortos" também é considerado bump.
    Em nosso fórum consideramos um tópico como morto após ele ficar 1(um) mês sem respostas. Tópicos oficiais da equipe ou as apresentações dos bandos e frotas são excessões.

    » Na primeira ocorrência nos casos de spam, flood, bump, tamanho exagerado da assinatura e grito o usuário não terá sua barra de respeito às regras reduzida, apenas será advertido.

    avatar
    [RH]Havock
    Experiênte guerreiro do mar
    Experiênte guerreiro do mar

    Mensagens : 687
    Pontos de Participação : 311
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/03/2011
    Idade : 23
    Localização : itajai /sc
    Barra de respeito às regras : 100%

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por [RH]Havock em Seg Abr 08, 2013 8:37 pm

    mensagem. havock-sama vai continuar a serie. quem estiver intereçado entrar em contato...



    'flw

    Conteúdo patrocinado

    Re: Butterflies and Hurricanes

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos similares

      -

      Data/hora atual: Sex Nov 24, 2017 4:17 am